26 de abril de 2012

Velha Criança


Não sou um menininho, eu sei que não tenho mais a mesma disposição, a mesma inspiração de mergulhar nas mãos obscuras da vida, cair nos braços da mais negra noite, e ser abraçado por sua manhas e seus desafios.
Sei que não tenho mais uma vida fácil, de poder ficar nos braços de Morfeu até tarde.
Sei também que tenho que encontrar um modo de me manter na sociedade, sei que tenho que manter uma imagem de bem aceito.
Também sei que não sou mais sozinho, na verdade sozinho nunca fui, pois meus amigos sempre se atreveram a entrar comigo nos desafios noturnos.
Sei que agora tenho alguém que me ajude nos desafios de amar.
Mas quero deixar claro que a vida não se vive querendo ser sempre adulto, que um verdadeiro Homem é aquele que lembra das historias de seus super-heróis salvando a mocinha, e assim tratando a mulher de sua vida como uma verdadeira Rainha, e não como mais uma, por isso as vezes me fantasio de meu Herói de infância, para não perder minha essência e corro atrás de meus amigos que salvam o mundo junto de mim.

Joao Almeida

Um comentário:

Mayumi Winterheart disse...

Que bonito, quanta emoção! *-* Estava com saudades dos seus textos.